CONSPIRAÇÃO AMERICANA

Você sabia que uma terceira torre caiu no dia 11 de setembro? - Cartaz no centro de Nova York

PARTE III
 ISAIAS 61
O espírito do soberano Javé está sobre mim, pois Javé me ungiu para trazer boas novas aos pobres. Ele me enviou para anunciar solenemente que os que estiverem no cativeiro serão soltos e que os prisioneiros serão libertados.
Ele me enviou para dizer àqueles que estão de luto que chegou o tempo da bondade de Javé e com ele o dia da vingança do nosso Deus com grande ira contra seus inimigos. 
E a consolar todos os que choram.

“Tô louco pra te ver chegar. Tô louco pra ter nas mãos. Deitar no teu abraço. Retomar o pedaço que falta no meu coração”.  
 Sou Assim Sem Você – Claudinho e Bochecha ou Adriana Calcanhoto.
Apesar da tragédia nacional, o mês de setembro foi celebrado pala família Dorsey como o mês da ressurreição de Victor, Vinny e Lincoln. O salão de festas Oak Room, em frente à rodoviária, foi reservado por Victor para uma grande celebração entre os empregados do Koinonia, os amigos mais íntimos dos três e o pessoal da igreja.
Com a vida voltando à normalidade, inclusive com uma investigação sobre assassinato sendo arquivada por absoluta falta de provas, contra quem quer que tenha matado um detetive particular dentro do lar dos Dorseys, pai e filhos passaram a ter uma vida normal. Principalmente depois que o resultado dos processos de adoção foi dado positivo. Numa destas comemorações regadas a pizzas e refrigerantes na biblioteca da casa, Vinny distraidamente perguntou ao pai, em frente a Lincoln:
  • E ai, daddy. O que mais a tia Milla tem mostrado para você sobre os atentados?
  • Quem é tia Milla? – perguntou Lincoln um tanto curioso com aquela conversa.
  • Lembra que uma pessoa ligou para vocês lá em Nova Iorque?
  • Lembro sim. Como ela poderia saber o que aconteceu?
  • Pergunte ao senhor Victor Dorsey, ai. Ele tem trocado informações sigilosas com minha tia.
Lincoln colocou um sorriso maroto no rosto, enquanto comia um pedaço de pizza com Dr. Pepper. Virou para seu pai e o deixou desconcertado com a pergunta:
  • E ai daddy. Você vai deixar para falar sobre sua confidente no dia do casamento?
Victor caiu na gargalhada quando ouviu aquilo.
  • É impressão minha, ou vocês dois estão querendo fazer uma conspiração particular dentro de minha própria casa.
  • Ué. Você não disse que não existe conspiração a favor de nada? Minha tia é uma mulher muito bonita e, além do mais, você deve reconhecer que ela é bem inteligente. O que pode haver de mal numa aproximação entre vocês.
  • Senhor Vinicius Dorsey. Vou repetir de novo para você um pequeno texto: “não cobiçarás a mulher do próximo”.
  • Mas o próximo nem está tão próximo assim. E além do mais, como eu já disse: ele é um canalha.
  • Pelo jeito, eu vou ter de arranjar alguém desimpedida em breve. Senão vocês dois vão acabar me obrigando a casar com alguém que além de já ser casada, tem uma filha.
  • Você não tem dois filhos? Só vai ser a grande família Dorsey. Além do mais, a Barbie é uma gracinha. Diga se não é daddy? Eu sei que você já andou conversando com ela também. Eu sempre a vi como uma irmãzinha.
  • Vinny Dorsey. Você está mesmo fazendo um complô?
O que Victor não disse aos filhos, é que as conversas entre ele e Milla já não eram tão conspiratórias. E que ele chegou a falar para ela que, independente das insinuações de Vinny, ele estava mesmo começando a se interessar por ela.
  • Diz uma coisa simples e, pelo menos eu, prometo não tocar mais nesse assunto. Você está gostando da tia do Vinny?
Victor deixou um pouco do tom de comédia daquela conversa, olhou bem fundo nos olhos de Lincoln e disse:
  • Olha filhão. Eu e a Milla temos trocado muitas ideias, por causa do que aconteceu em Nova Iorque. Aquilo tudo não me sai da cabeça e é legal sim conversar com alguém que parece ver as coisas diferentes da maioria. Ela é uma pessoa bacana. Mas eu não posso brincar com os sentimentos dela ou da filha dela.
  • Qual a idade de sua prima, maninho?
  • Dez anos. Ela é muito divertida.
  • Vinny parecia realmente interessado naquele assunto, pois emendou logo a seguir:
  • Você acha sinceramente, que eu iria querer você com alguém que fosse lhe fazer infeliz? Eu conheço a tia Milla desde que nasci. Ela sim seria alguém que eu chamaria de mãe com a maior alegria. Eu só acho que você não deve deixar passar uma oportunidade de ter uma mulher bonita. E eu já vi sim ela fazendo você rir no telefone. Ou você acha que eu não presto atenção quando vocês estão trocando suas confidencias conspiratórias.
  • Ok, daddy. Como eu disse não vou forçar nada – disse Lincoln – mas o que ela tem falado de tão importante para você sobre os atentados?
  • São coisas que geralmente as pessoas não prestam atenção. Vocês viram os vídeos do avião UA 175 batendo na torre? A CNN passou aquela cena o dia todo como se quisesse que a população memorizasse o fato. Só que o avião deveria estar rumando para a esquerda e não para a direita como acontece.
  • E como isto pode acontecer? – Lincoln estava realmente curioso sobre aquilo.
  • Lembra do King Kong e do Smigol. Aquele macacão todo e um ser tão franzino são um só. Puro efeito especial. Quem garante que já não aja este tipo de efeito especial ao vivo. Você viu algum dos aviões?
Com tudo o que aconteceu a Lincoln, ele parecia ser o mais interessado em todas aquelas histórias. Sua mente juvenil queria compreender como todo aquele horror que viveu pode ter tido algum sentido. Ele absorvia as palavras do pai como se fossem questão de vida ou morte.
  • Sinceramente não. Mas quem iria fazer aquilo tudo?
  • Bem o governo diz que foi um cara que mora numa caverna no meio do nada, lá no Afeganistão. Ele juntou um bando de beduínos do deserto e os treinou para pilotar aviões enormes.  Só que ele nem mesmo quis a fama e ainda deixou seus espiões árabes deixarem uma pista clara a ser seguida pelo FBI. O senhor Atta, por exemplo, o piloto do voo 11 gentilmente deixou seu carro no aeroporto de Boston com uma nota suicida e uma cópia do Alcorão.
  • Ele achou que nossa língua era Árabe? – Perguntou um incrédulo Vinny.
  • Ele escreveu e largou na bagagem outro documento enorme em árabe e esqueceu de levar ela. E por que raios levar bagagem numa viagem suicida. Os outros caras fizeram a mesma coisa. Mas os outros foram mais brilhantes ainda. Pois a bagagem deles não teve uma faísca depois da explosão. O fogo deles só foi bom para detonar uma torre daquele tamanho.
  • Que doido! Então pelo jeito a coisa é muito mais feia do que a gente possa imaginar. Quase que eu e você morrermos por causa de uma conspiração americana, daddy?
  • Pois é filhão. Isto sem falar que o governo foi avisado com antecedência de meses sobre o que iria acontecer.
  • E quem foi que avisou daddy? – perguntou Vinny
  • O diretor do FBI, Robert Mueller disse ninguém falou nada sobre os camaradas. Parece que ele andou assistindo Missão Impossível e sendo tão incompetente quanto o chefe do Ethan Hunt.
  • E ele não foi demitido depois de uma cagada dessas? – Lincoln perguntou incrédulo.
  • Só que o Bush fez foi dar mais 15 milhões para ele brincar de ser burro. Tudo quanto é jornal estrangeiro diz que vários governos avisaram ao Bush sobre os planos do Ali Babá sobre sequestrar aviões comerciais. E como eles sabiam disso: usando os satélites americanos.
  • E como a tia Milla sabe disto tudo, daddy?
Apesar de todo aquele assunto fúnebre, a felicidade tinha voltado ao lar dos Dorsey. Cada palavra, cada gesto eram acompanhados de uma ternura que somente uma família que se ama é capaz de expressar.
  • Pelo que ela me disse, ela trabalha para o departamento de impressa de um senador. O trabalho dela é mantê-lo informado sobre coisas estranhas envolvendo o governo.
  • Mas o governo não é do partido dele?
  • É sim, Link. Mas Brutos era sobrinho de Cesar e seu filho adotivo quando juntou os senadores romanos para o esfaquearem. Então é possível que o senador não queira ser esfaqueado por seus amigos.
  • O serviço secreto de Israel avisou que tinha muitos terroristas muçulmanos entrando no país, mas ninguém nem ligou pra isto.
O telefone tocou na biblioteca particular de Victor Dorsey, e Lincoln foi atender. Seu pai e o irmão continuaram a conversa enquanto ele ouvia uma voz de criança do outro lado da linha.
  • O tio Victor está?
  • Quem quer falar com ele?
  • É a Barbie. Filha da Milla. É o meu primo Vinny que está falando?
  • Não. Eu sou irmão dele. Meu nome é Lincoln. Você quer falar com meu pai? É algum recado de sua mãe?
  • Não. Eu queria perguntar uma coisa pra ele. Mas não sei o que ele pensa. Eu vejo ele falando com minha mãe na internet e no telefone também. E minha mãe tem ficado muito feliz em conversar com ele. Você não acha que ele e minha mãe deveriam ficar juntos?
  • Como é? Você quer que meu pai case com sua mãe?
  • É sim. Eu tenho certeza que você ia gostar de ter uma irmãzinha.
  • O que você acha de nós dois e o Vinny guardarmos segredos. E combinar um jeito de você e sua mãe virem aqui passar uns dias em nossa casa?
  • Seria bem bacana. Então você quer ser meu irmãozinho?
  • Eu quero ver meu pai feliz. E pelo que o Vinny fala sua mãe seria uma boa esposa para ele. Então estamos combinados?
  • Combinado irmãozinho. Aposto que você vai gostar de nós. Até outra hora então.
Vigésimo capítulo do romance NA PRESENÇA DOS MEUS INIMIGOS
Catalogação NA FUNDAÇÃO BIBLIOTECA NACIONAL
NA PRESENÇA DOS MEUS INIMIGOS – AS CRÔNICAS DE VICTOR
DORSEY / VICTOR DORSEY
NÚMERO DE REGISTRO: 595.801 LIVRO: 1.140 FOLHA 325
Nenhuma parte deste romance poderá ser reproduzida ou copiada, constituindo infringimento da lei de copyright.
Voltando ao índice

Comentários

VOLTE SEMPRE

VOLTE SEMPRE

Postagens mais visitadas deste blog

CARTA ABERTA A VITOR RODRIGUES FERRULIA

BITCOIN (MOEDA DIGITAL) - FAZENDO AS PERGUNTAS CORRETAS

CIDADE DE CHICAGO USARÁ A BLOCKCHAIN PARA REGISTRO DE IMÓVEIS