SEU AMOR AINDA É TUDO! - UMA COMOVENTE HISTÓRIA DE MOACYR FRANCO

                                    
                               

Eu fui Deputado Federal, Deus que me perdoe. Sai de lá em 1987 completamente arruinado. Com a mesma Caravan 78 com que cheguei, Caravan amarela. E sai de lá sem nem mais uma chance de arranjar um emprego, porque eu tinha a pecha de político. Então as gravadoras nunca mais me convidaram. As televisões nunca mais me deram programa com meu nome. E me restou o manbembe (circo).  Saia ai pelo país cantando onde desse e pelo que dessem.

E assim foi durante 15 anos. Saí completamente fora da mídia.  Eu e um músico, no máximo dois andando o país inteiro.




Canção Para Ana - A canção maís bonita que Moacyr Franco já cantou.

O que era a dor da despedida da música acabou sendo uma coisa boa para mim. Eu fui descobrindo que eu tinha amigos, que em toda parte me abriam um sorriso, me abriam os braços.

E eu fui descobrindo que a parte mais importante do corpo humano não é o cérebro nem o coração. É o ombro. Quem não tiver o ombro para servir seu irmão, não merece o cérebro, nem o coração. 

Uma noite eu estava cantando em um circo em guarulhos. Era um domingo e chovia muito e eu tinha acabado de cantar para umas quinze ou vinte pessoas. Tinha acabado meu espetáculo e aquelas pessoas me rodearam. 

Estávamos conversando e neste momento surgiu lá do meio da escuridão, do meio da chuva um homem alto. Chegou completamente ensopado. Se aproximou e disse:
                      
                                   

                            Seu Amor Ainda É Tudo - João Mineiro e Marciano.


- Seu Moacyr, eu sou de uma dupla sertaneja e eu eu gostaria de gravar uma música do senhor. 

Eu disse: qual o nome da sua dupla?

- João Mineiro e Marciano.

Eu nunca tinha escutado esse nome.  Eu falei.

- Que música vocês gostariam de cantar?

Imaginando que ele fosse falar: O Milagre Da Flexa, Balada 7. Ele disse: Seu Amor Ainda É Tudo.

- Mas de onde você conhece esta canção, se nem eu me lembro mais da letra?

- Uma namorada minha ouviu de uma amigo e eu escutei. O senhor autoriza?

- Eu autorizaria qualquer coisa.

Passei meu telefone pra ele e peguei o dele. Esse homem saiu alegre e feliz. E sumiu de novo no meio da chuva. E me deixou naquele picadeiro no momento mais triste de minha existência. Durante alguns momentos eu fiquei me perguntando: por que eu tinha me permitido que a vida fizesse aquilo comigo.

Era o fundo do poço.

Pois bem, João Mineiro e Marciano venderam 2 milhões de discos desta canção e ganharam em seguida 8 discos de ouro com músicas minhas.

Minha vida estava começando de novo. A vida sempre começa de novo.



Comentários

Postagens mais visitadas