ESQUERDISTAS DAQUI E ESQUERDISTAS DE LÁ


Faz tempo que não chamo comunista de esquerdista. Mas como a comparação é entre dois deles, preferi aliviar a barra. O negócio é o seguinte. O Vice Presidente Eleito dos Estados Unidos Mike Pense, levou sua família para assistir uma peça de teatro. A peça provavelmente era em defesa de alguma minoria. E o ator principal da peça resolve simplesmente chamar a atenção do ainda Governador Mike Pense, dizendo que ele é bem vindo ali apesar de saber que a administração dele não irá proteger a minoria ali representada. Eis o vídeo:





 Então você pega aquele que vai ser a segunda maior autoridade de seu país, em pouco mais de um mês, e passa um sermão nele em frente a toda sua audiência. Eis o que ele disse:

"Vice-Presidente eleito Pence, bem-vindo. Obrigado por se juntar a nós no Hamilton - An American Musical. Nós, senhor, somos a América diversa que está alarmada e ansiosa que sua nova administração não nos protegerá, nosso planeta, nossos filhos, nossos pais, ou defender-nos e defender nossos direitos inalienáveis, senhor. Mas esperamos que este programa tenha inspirado você a defender nossos valores americanos e trabalhar em nome de TODOS de nós."


Acontece que até mesmo esquerdistas americanos são diferentes de esquerdistas brasileiros. Então o ator e guitarrista Steven Van Zandt, que fez parte da série Os Sopranos e toca entre outros com Bruce Springsten, outro esquerdista, fez algumas declarações em seu Twitter. Repetindo que o Steven também é esquerdista e certamente não votou na chapa Trump/Pense. Eis o que ele disse:

 



Hamilton cometeu um equívoco. A audiência não deveria se preocupar sobre ser cegada daquele jeito. O teatro deveria ser um santuário para a Arte de Falar.

Lin-Manuel é um gênio. Ele criou a melhor peça desde West Side Story. Ele é também um modelo. Isto estabelece um terrível precedente.


Completamente inapropriado. O teatro deveria ser um céu seguro para arte de falar. Não os atores. Ele necessita pedir desculpas a Mike Pense.


Nunca houve um artista mais politicamente engajado do que eu. Ele era seu convidado. Você protege seus convidados. Nãos os embaraça.

Eu já critiquei Trump no passado. É tomar uma desvantagem inoportuna de alguém que pensou que era um convidado protegido em seu lar.




Um sujeito vai a um show na Broadway pra uma noite relaxante. Ao inves disto passam um sermão dele do palco. Não é algo de campo de batalha. É bullying.

Comentários

Qual seu grande projeto?

Qual seu grande projeto?

Postagens mais visitadas