#BITCOIN E A NOVA ORDEM MUNDIAL



Segundo conceitos mostrados em filmes como Efeito Borboleta, o Tsunami ocorrido na Ásia e que foi vivido nas telas por Tom Holland em O Impossível, pode ter sido causado pelo bater das asas de uma borboleta em alguma aldeia amazonense.

Entre conspirações e teorias existem fatos que mostram como os acontecimentos de um país podem afetar a vida dos moradores de outro. Como por exemplo, o fato de que o bandido número um do Brasil, conhecido como Bhrama, 9 Dedos, Barba e outros, pode finalmente ser preso. Não pelos "meninos" da Polícia Federal, mas capturado por um agente do FBI. 



Toda a sujeira brasileira pode finalmente chegar ao Oscar. Não através de algum diretor comunista que insiste em colocar bandidos como as estrelas de seus filmes. Imagine Clint Eeastwood contratando Matt Damon para interpretar o digníssimo Sérgio Moro. Difícil vai ser encontrar uma atriz americana competente o suficiente para interpretar a Mulher Sapiens Mandioca.

DESOBEDIÊNCIA CIVIL - MATT DAMON


E o que tudo isto tem a ver com o Bitcoin? Cansado finalmente ser roubado de todas as formas possíveis e de conversas de conciliação com os bandidos, como as que Michel Temer insiste em falar, o povo brasileiro pode finalmente fazer uma revolução silenciosa assim como tem feito os venezuelanos, os indianos, os senegaleses e tantos outros habitantes de países pobres da África. E principalmente os chineses.

Esta revolução será feita adotando algo que é realmente globalizado: o Bitcoin. De uma obscura moeda digital, criada por um nerd anônimo, o Bitcoin tem trazido alimento para os venezuelanos e tirado nações africanas da miséria em que se encontram há pelo menos 30 anos. E como isto é feito? Burlando todas as leis de todos os governos. 

Quando, na mesma semana, a Venezuela e a Índia resolveram tirar de circulação todas as notas de suas maiores moedas, o povo destes países passaram a adotar a troca de bens através de algo que independe do governo, de um banco ou mesmo de um agiota.

E o que tem de mais interessante em tudo isto é que o "valor" que as pessoas dão ao Bitcoin não depende de nenhum governo. Mas depende dos povos dos outros países. O povo do Brasil passará a levar o Bitcoin a sério, no dia em que souber que o povo venezuelano conseguiu finalmente depor Nicolas Maduro. Não através de passeatas ou Golpes de Estado. Mas deixando de usar a moeda nacional, conhecida como Bolivar e passando a adotar uma moeda que só existe na internet: o Bitcoin.

Já que a moeda digital não pode ser vista e não pode ser confiscada por algum agente da Polícia Secreta, não tem como o governo impedir o povo de voltar a governar sua própria vida. Quando o povo brasileiro finalmente entender isto, coisas como direitos trabalhistas ou aposentadoria deixarão de ter qualquer valor.

Nova firma de Bitcoin do Zimbabue BitFinance coleta uma quantidade não declarada de Bitcoin


Para que você entenda o caráter global do Bitcoin, basta assistir qualquer vídeo do investidor Tuur Demeester. Ele fala em todos eles, que conheceu o Bitcoin através de seus amigos argentinos e que por causa dele passou 9 meses em Buenos Aires e já morou também no México. E você há de convir que com um nome destes, ele pode ser qualquer coisa menos latino. Pelo que entendi ele é holandês.



E são estes países tentando sair da miséria econômica que estão fazendo o Bitcoin ser o item que mais aumentou de preço em 2016. Deixou de valer US$ 0,08 (oito centavos de dólar) em julho de 2010 para US$ 898,03 (oitocentos e noventa e oito dólares e três centavos) no dia de hoje.

Conclui-se então que a escravidão globalizada trazida por gente como George Soros pode ser substituída pela liberdade globalizada trazida por Satoshi Nakamoto. E a verdade vos libertará.

Comentários

VOLTE SEMPRE

VOLTE SEMPRE

Postagens mais visitadas deste blog

CARTA ABERTA A VITOR RODRIGUES FERRULIA

BITCOIN (MOEDA DIGITAL) - FAZENDO AS PERGUNTAS CORRETAS

CIDADE DE CHICAGO USARÁ A BLOCKCHAIN PARA REGISTRO DE IMÓVEIS