#BITCOIN X DINHEIRO VIRTUAL - A DIFERENÇA


A pesquisa pela palavra Bitcoin no Google aumentou 400% só nos últimos dias do ano na Venezuela. Cansados de esperar o Maduro cair de Podre, o povo venezuelano está dando um verdadeiro golpe no ditador homo afetivo. Um dos motivos que me levou a fazer este blog foi pensar que, talvez aquele Bitcoin que eu ganhei e que não faço ideia de onde foi parar estaria valendo 3328% (três mil e trezentos e vinte e oito por cento) a mais do que o dia em que eu o ganhei e não lhe dei atenção.

Não sou especialista em Bitcoin, entretanto o fato de saber inglês tem me levado a acessar blogs e vídeos de todo o mundo, desde a Africa, passando por Vietnam e Estados Unidos. Não vou ficar repetindo para ninguém que isto aqui não é um blog de aconselhamento financeiro. Quem achar interessante o que eu escrevo que procure se educar, assim como eu o estou fazendo.

O objetivo deste artigo é mostrar a diferença entre Bitcoin e uma moeda virtual. Como você já deve ter notado eu não trato de nenhuma outra Moeda Criptográfica por aqui. Meu único objetivo é o Bitcoin.

Nos EUA é possível comprar o mais avançado computador DELL usando Bitcoin.

Enquanto eu digito estas palavras, tudo o que estou fazendo está armazenado em algo que se chama RAM (Memória de Acesso Aleatório). Como eu não tenho o hábito de salvar os arquivos que estou escrevendo, caso aconteça alguma pane em meu notebook, o que escrevi estará perdido, pois não foi salvo no Disco Rígido. A memória que estou usando neste momento, pode ser chamada de Virtual, pois ela tem apenas a aparência de realidade. Nada é arquivado nela. 



Pessoas apanham na Índia, por estar na fila para trocar suas notas que não valem mais nada.


A mesma coisa acontece com algo chamado Moeda ou Dinheiro. Vejamos um exemplo de como ele funciona:

Sua conta no banco diz que você tem R$ 1.000,00. Mas o banco tem apenas R$ 30,00 e empresta R$ 970,00 a Ambrósio para comprar alguma coisa.

Nos computadores do banco você ainda tem R$ 1.000,00, esta quantia é apenas virtual, imaginária. São só 00 e 11 em um computador.

Limite do Cheque Ouro - Dinheiro imaginário que o banco lhe empresta.


E Ambrósio igualmente tem R$ 970,00 do novo dinheiro virtual em sua conta. São só números em uma tela de computador. Não existe sequer um grão de arroz, como garantia da existência daquele dinheiro que o banco imaginou e emprestou a ele. Ambrósio "acredita" que o banco irá pagar quando ele necessitar usar aqueles números.

Quando ambrósio comprar alguma coisa com aquele dinheiro virtual, a loja irá depositar em outro banco que irá fazer o mesmo processo indefinidamente.

Imagine por uns instante que os brasileiros resolvam, de um momento para o outro, fazer o mesmo que os venezuelanos, indianos, africanos, chineses e vietcongues e passem a negociar livremente com Bitcoin. Quando falo em negociar, não é comprar e vender Bitcoins em bolsas para ficar rico. Estou falando em deixar de usar reais e passar a usar Bitcoins para pagar a feira, o ônibus, o lanche, o supermercado. 

Se a Subway, uma das maiores redes de lanchonetes do mundo já aceita Bitcoin, por que não seu Zezinho das Couves? O que vai acontecer com todo mundo que tiver aquele Dinheiro Virtual (imaginário) no banco? Todos irão querer receber e acontecerá o que está acontecendo na Índia, onde o governo está ameaçando de prisão a qualquer um que for pego com notas de 1000 Rupias, que ele declarou não ter mais valor algum.

Primeira loja brasileira a aceitar Bitcoin como forma de pagamento.


Agora imagine o Bitcoin. Ele não tem uma existência física. É apenas um artigo de computador. Como citei no início, eu perdi 1BTC (um bitcoin). A diferença deste Bitcoin perdido e do pobre dinheiro que você tem em sua conta bancária, é que ele nunca irá deixar de existir. Tornou-se por assim dizer, um Bitcoin Zumbi. 

Na Blockchain que é carteira na qual são anotadas todas as transações do mundo em Bitcoin, está registrada a última transação feita com aquele arquivo que me foi enviado. Qualquer pessoa que um dia conseguir o endereço e a senha dele poderá usá-lo e conseguir os R$ 3328,00 (três mil e trezentos e vinte e oito reais) que ele vale neste exato instante. Então, apesar de o Bitcoin não ter uma aparência material ele é muito mais real do que os 00 e 11 da sua conta bancária.

Entretanto a maior diferença entre Bitcoin o Dinheiro Virtual é que só existe um único jeito de ele ser criado. Através da mineração, ou seja, recompensado aqueles que garantem que nenhum Bitcoin será transferido para alguém sem que sua existência seja comprovada. A existência do Bitcoin é não somente segura como limitada.

Comentários

Qual seu grande projeto?

Qual seu grande projeto?

Postagens mais visitadas