WESTWORLD - SIMULAÇÃO DA REALIDADE


Para mim uma série é boa quando consigo assistir toda uma temporada de uma única vez. Foi assim com as duas primeiras temporadas de 24 Horas, com Luke Cage e agora com Westworld.

O primeiro episódio foi um tanto chato de assistir. Uma mesma cena sendo mostrada várias vezes, com as mesmas falas. Entretanto quando entendi o contexto da série, vi que ela é um tanto sombria e filosoficamente interessante. Vi que já estava por dentro da mesma quando descobri que um de dois personagens que todos pensavam ser gente, era na verdade um robô.



Quando se usa a palavra robô quase sempre o que vem à mente são seres tecnológicos, que mesmo altamente avançados têm um aparência de máquina e sem sentimentos. Algo como O Exterminador do Futuro. Os robôs desta série, no entanto, têm aparência idêntica de seres humanos e simulam emoções tais quais os humanos que com eles interagem. Em alguns momentos é complicado saber quem é robô e quem não é. 

Sendo assim, o termo mais correto para o termo robô, aqui apresentado, é o significado original da palavra checa Robota, qual seja: escravo. Uma cena em particular mostra este conceito, quando o personagem O Homem De Preto (Ed Harris) diz a Teddy (James Marsden): "Você foi criado para ser um fracassado".

E o que há de tão filosófico a se aprender em uma série que recria a Ilha Da Fantasia em termos um tanto mortais e sinistros?

Se o Velho Oeste tivesse tanto tiroteio quanto é mostrado na série, os Estados Unidos não existiriam hoje. A pessoas que vão naquele parque quase sempre chegam lá com a intenção de matar alguém. Como não têm capacidade de matar um ser humano real, vão a um lugar onde podem matar robôs que até sangram. Não creio que o fato de haver tantos tiros seja alguma conspiração desarmamentista. Afinal de contas todos vêm que os personagens voltam depois com as mesmas características de quando estavam "vivos".

É impossível para uma máquina ter sentimentos. Este complexo de Deus, que o ser humano sempre teve, só o leva a inventar coisas parecidas consigo mesmos. E o ser humano sempre será a obra prima da criação. Nele é possível se ver o que os humanos têm de melhor e de pior. Em alguns momentos da série fica-se um tanto condoído dos pobres autômatos que sofrem sem saber o porque. Só que, por mais que aqueles sentimentos pareçam reais serão sempre e apenas simulacros, ou imitações da realidade. Entretanto estas simulações podem ter um upgrade que os façam serem capazes de matar seus criadores. 

Esta mesma fascinação em criar aquilo que lhes trará a morte é mostrada em outra história criada pelo autor original de Westworld. Os dinossauros de Jurassic Park, o qual também foi escrito por Michael Crichton e que fazem um grande estrago em seu parque temático.



Não acho Rodrigo Santoro um bom ator. Mas sempre gosto de citar brasileiros que se destacam mundo afora. Isto nos mostra que podemos sair de nossos pequenos mundos de fracassos e sermos destaque em algo. Nisto a participação dele na série é algo notável.

Por fim vem a questão de que os seres humanos muitas e muitas vezes agem como robôs. Um exemplo prático disto aconteceu com a ida do Presidente Michel Temer ao funeral do time da Chapecoense. Quando não se sabia se ele iria ou não, muita gente falou mau dele pela insensibilidade com o povo brasileiro. Quando ele finalmente apareceu, muita gente o criticou falando que ele estava se aproveitando de uma tragédia para tirar proveito político. E foram as mesmas pessoas robóticas que não disseram um "A" sobre a idade do Casal da República da Propinocracia ao enterro de um carrasco que matou seu próprio povo e que aconteceu no mesmo instante dos rapazes de Santa Catarina. Esta incapacidade de distinguir a realidade faz com que cada vez mais a humanidade se pareça com míseros robôs. Escravos que somente simulam inteligência e emoção.





Comentários

VOLTE SEMPRE

VOLTE SEMPRE

Postagens mais visitadas deste blog

CARTA ABERTA A VITOR RODRIGUES FERRULIA

BITCOIN (MOEDA DIGITAL) - FAZENDO AS PERGUNTAS CORRETAS

CIDADE DE CHICAGO USARÁ A BLOCKCHAIN PARA REGISTRO DE IMÓVEIS