MICROSOFT OFFICE E #BITCOIN - UMA PARCERIA QUE DEU CERTO


Cansado de esperar a aposentadoria, cada vez mais ameaçada de não chegar, Diego resolve partir para a luta e abrir seu próprio negócio. Como ele nunca foi empresário, passou um ano inteiro pesquisando tudo o que pudesse fazer seu estabelecimento, ainda indefinido dar certo ou errado.

Diego sempre achou exótico um galpão abandonado, perto do Aeroporto de Guararapes/Gilberto Freire, em Recife e resolve ver se o dono dele não estaria disposto a alugá-lo. O único herdeiro daquele local não tem interesse algum no mesmo e o vende a Diego por uma ninharia.  

Pouso do Antonov 225, o maior avião do mundo no Aeroporto Guararapes / Gilberto Freire em Recife - 2014


Em uma destas pesquisas de campo, Diego conhece João Batista, que lhe apresenta uma notícia agradável, do qual ele nunca ouviu falar. Uma moeda chamada Bitcoin a qual só existe na internet. Como o rapaz de 23 anos é fluente em pelo menos 3 idiomas, apresenta a Diego a proposta de fazerem daquele lugar um lugar de recreação para os turistas que chegam à cidade. E um centro de divulgação da Moeda Digital que lhe foi apresentada.

O estranho empreendimento começa aos poucos, e atraí a curiosidade de entusiastas de Bitcoin que chegam à capital pernambucana. Os dois empreendedores, num gesto ousado, resolvem promover um encontro internacional de Bitcoiners (usuários de Bitcoin). Diego, por ser mais chegado a um trabalho ao vivo, promove o grande evento na cidade, enquanto João tenta encontrar pessoas de outros países que tenham interesse em vir ao encontro.



O evento é um sucesso estrondoso vindo gente da Venezuela, Holanda, Estados Unidos e até do Japão. Vendo que seu negócio tem futuro Diego resolve pedir demissão do seu emprego público e convida João a ser seu sócio no empreendimento, ao invés de um simples empregado.

A partir daí um entrave aparece: como calcular as despesas, dos prejuízos ou os lucros que os dois conseguirem? Como apresentar para a Receita Federal um Imposto de Renda em Bitcoins? Sabendo que a tal Receita só não consegue seguir os rastros da República da Propinocrácia Brasileira, os dois sócios não querem correr o risco de ir parar na cadeia.


Diego, que também passou a interessar-se por Bitcoin, chega com a solução: a Microsoft, maior empresa de softwares do mundo vai incorporar o Bitcoin à sua plataforma de cálculos, chamada de Excell. Todos as somas, multiplicações ou outras fórmulas matemáticas poderão ser feitas usando o Bitcoin como base.

Mesmo sabendo que sua empresa é uma das poucas no Brasil que têm o Bitcoin como matéria prima, os dois sócios sabem que aquela notícia é algo que irá levar adiante seu negócio e tornar o Bitcoin uma moeda internacional. As paredes de seu estabelecimento são decoradas com fotos de todas as partes do mundo onde uma empresa qualquer aceite Bitcoin. Alí tem fotos da Subway, da Dell, da Casa do Nakamoto, e dos pequenos empreendimentos como o deles que aparecem mundo afora.



Esta é uma obra de ficção e tem apenas fins educativos em relação ao Bitcoin. Baseado na reportagem do site Cryptocoins News

MS Excel 2016 Will Have Native Support for Bitcoin Currency Format


Comentários

Postagens mais visitadas