A ILHA - UMA CONSPIRAÇÃO REAL



Quando filmes você conhece que tem a frase: "Meu nome é...."
Pensemos em alguns:

Meu nome é Maximus Decimus Meridius.
Meu nome é Bond, James Bond.
E o mais famoso de todos:
Meu nome é Neo.

Em a ilha existe tal frase: "meu nome é Lincoln". 

A importância de uma simples palavra deve-se ao fato de que sem ela você é um nada no mundo. E este filme mostra a realidade de quem dependendo do modo como você encara o mundo, você pode tornar-se apenas um objeto descartável.

A ilha mostra um local que é habitado por pessoas com rotinas comuns. O trabalho é sempre o mesmo e feito mecanicamente, a roupa é sempre a mesma do dia seguinte, o alimento é milimetricamente colocado e coisas como emoções são inexistentes.

Nela dois seres começam a sentir algo estranho. O mundo pode não ser exatamente aquilo que você acredita. Você pode não estar vivendo num mundo pós apocalíptico, no qual você só sobreviveria em uma tal de ilha, para a qual existe uma loteria. Tal qual a loteria do Green Card.



Acontece que aquelas pessoas são apenas corpos criados para que seus órgãos sejam retirados e colocados em pessoas normais. Eles existem a no máximo 3 anos e todas as suas memórias de vida são histórias da carochinha contada por alguma vovó eletrônica. A cena mais impactante, em minha opinião, é aquela na qual o clone interpretado por Michael Clak Duncan acorda em uma cirurgia na qual seu coração seria retirada. Lembre-se da lenda do Homem do Saco ou do Bicho Papão.

Entenda que todo filme é feito para mostrar algo que existe na realidade e que você pensa que sabe. O que seria esta realidade:

O mundo não é o que você pensa. Existe uma realidade além daquela que foi implantada em sua mente em anos de desenhos animados, novelas, filmes e principalmente escolas.



Você não vive em planeta rodando loucamente em torno de uma estrela, que está girando em torno de algo que é o nada. O mundo é um lugar fechado por uma barreira intransponível e invisível. Tal barreira é representada no filme quando Lincoln (Ewan MacGregor) e Jordan (Scarlet Johanson) fogem de sua prisão. 

Existem pessoas cruéis que querem mantê-lo nesta prisão da qual você é um mísero escravo. Isto é representado no filme com uma frase dita por aquele que foi encarregado de perseguir o dois: "você sabe que meu pai esteve na Costa Burkina na rebelião. Eu e meus irmãos fomos marcados para que todos soubessem que somos menos que humanos. É esta a realidade do mundo: você é um misero escravo que sai de casa cinco da manhã e passa 8 horas por dia trabalhando para ganhar um salário miserável, e não tem tempo algum para apreciar as belezas da vida.

O mapa da terra na bandeira da ONU mostra um lugar plano e não uma bola.

Quando alguém disser para você: o mundo é um lugar plano no qual existe uma redoma invisível e acima das nuvens existe um oceano, com água e animais marinhos. A primeira coisa que você vai dizer é: "eu sou muito esperto e esse cara é um idiota." 

Esta é exatamente a reação de Jordan quando é dito para ela que não existe uma ilha e que eles não são gente. O personagem de Steve Buscemi diz então para ela:

Durante reportagem da Globo na qual Michel Temer, que foi vice de Dilma Rousseff por 6 anos é acusado de crimes, uma mulher mostra um cartaz escrito: eu votei na Dilma.


Me desculpe, vocês são tão inteligentes que queriam ir para a ilha.

Só dando um exemplo de memória falsa. Eu assisti este filme quando foi lançado em 2005. Eu lembrava de uma cena em que Lincoln pegava a chave de um carro antigo e Jordan pergunta a ele: "você sabe dirigir isto?" E ele responde: "não me pergunte como, mas eu sei". Acontece que a cena do filme não é com um carro antigo e sim com uma moto voadora.

Pense então na possibilidade de pesquisar sobre coisas estranhas que se dizem, antes de decretar a sua sapiência suprema.

E porque esse povo podre de rico iria querer montar uma farsa tão grande quanto fazer você acreditar em dinossauros? Novamente a resposta é aquela dita pelo personagem de Djimon Hounsou: "Só você e Deus sabem!". Pessoas querem matar bebês no ventre da mãe e pessoas idosas simplesmente porque acham que são deuses.

Agora a verdade mais importante. Ela é dita por um trabalhador que presencia uma cena espetacular na qual Lincoln e Jordan quase morrem:

"Jesus deve amar vocês. Esta foi a coisa mais louca que eu já vi. Eu sei que Jesus os ama."

Sim, o ama tanto que colocou todas as pistas do mundo para você descobrir a verdade. Ele fabricou seu olho na mesma forma da terra, fez pessoas inteligente que estão descobrindo a verdade e fez um mundo inteiro de provas que não podem ter surgido por acaso. 

Foto real do projeto monarda, na qual uma criança é impedida de urinar


A cena que eu considero mais importante no filme não é nenhuma das muitas perseguições que acontecem, ou a interpretação dos atores. É o modo como Lincoln descobre que o que ele sabe do mundo não é a realidade. Ele vê uma coisa que nunca viu antes: uma misera borboleta. Caso você não tenha conhecimento, o maior projeto de controle da mente, levada adiante pela CIA, chama-se Projeto Monarca, o qual tem este nome por causa de uma borboleta que tem este nome e que lembra o local onde nasceu, mesmo que tenha voado para lugares distantes. 

Então, tudo o que você precisa para descobrir se o que falam para você é verdade é simplesmente prestar atenção na natureza. Ai você vai presenciar coisas como nuvens passando atrás do sol e da lua. E não pense apenas como um número qualquer em uma multidão equivocada. Saiba não apenas sem nome como também que você é um indivíduo com capacidade de descobrir a verdade, por mais bizarra que seja a conspiração.

Confira, tudo que respira conspira.


Comentários

VOLTE SEMPRE

VOLTE SEMPRE

Postagens mais visitadas deste blog

CARTA ABERTA A VITOR RODRIGUES FERRULIA

BITCOIN (MOEDA DIGITAL) - FAZENDO AS PERGUNTAS CORRETAS

CIDADE DE CHICAGO USARÁ A BLOCKCHAIN PARA REGISTRO DE IMÓVEIS