CONTÁGIO - RETRATO PERFEITO DA MEDICINA MODERNA


A tarefa do governo não é apenas derramar mel em uma xícara, mas, às vezes, dar um remédio amargo.  - Vladimir Putin (Presidente da Federação Russa)


Imagine um filme que você leva seis anos para decidir se vale ou não à pena assistir. Talvez quando ele foi lançado eu não o achasse tão brilhante, como estou achando neste exato instante que acabei de assistir.

O filme mostra uma epidemia desconhecida espalhando-se pelo mundo e o modo como várias agencias governamentais agem para conte-lo. Não vou gastar tempo contado a história, afinal de contas é um filme que a maioria das pessoas já assistiram. Vou apenas contar o que realmente tem de importante e informações mostradas no filme que aparentemente não tem importância, mas que são verdadeiras.

1 - Organização Mundial de Saúde - Assim como todas as agências internacionais, como ONU, UNESCO e outras, é uma quadrilha a serviço dos bilionários laboratórios farmacêuticos. Veja por exemplo que a coisa que o ser humano mais gasta dinheiro é com saúde, mais precisamente com medicação, plano de saúde, médicos, hospitais. Em um momento do filme um médico que estava envolvido com a busca pela cura da doença, é proibido pelo governo americano de prosseguir suas pesquisas. É para este tipo de coisa que servem agências reguladoras como OMS, ANVISA  e outras. Impedir que indivíduos encontre curas que não deem lucro para os laboratórios. O exemplo mais básico no Brasil é a pílula contra o câncer que levou Carlos Kennedy Witthoeft a ficar preso por 17 dias, por ceder medicação contra uma doença cujo tratamento oficial é apenas um ritual satânico. Eu ainda creio que a pílula inventada por ele, assim como outras invenções caseiras, cura o câncer.

Carlos Kennedy Witthoeft

2 - O indivíduos humano é mais poderoso do que qualquer organização oficial.Quem encontrou a cura foi uma médica que aplicou uma vacina experimental em si mesma, sem nenhuma autorização oficial, e logo depois foi visitar seu pai que estava com a doença. O momento em que ela toca no rosto dele e ele no dela é uma das cenas mais bonitas que eu já vi em um filme. Há também o blogueiro que de uma hora pra outra tem sua audiência aumentada para milhões de pessoas, quando ele experimenta em si mesmo uma outra medicação contra a doença. Ele é ameaçado oficialmente e entretanto é o retrato fiel de que a imprensa oficial é apenas uma agência de propaganda de governos corruptos. Veja por exemplo, como a imprensa oficial americana tem perseguido um presidente legalmente eleito e quem está do lado dele são exatamente blogueiros independentes como Alex Jones.


A jornalista Joice Hasselman foi demitida da revista veja, por influência do bandido conhecido como 9 Dedos e atualmente trabalha em seu canal do youtube, que é sucesso absoluto.

3 - Ainda nesta visão de o indivíduo é quem conta, é simplesmente cativante a cena em que a Dr. Leonora Orantes (Marion Cotillard), depois de ser liberta do cativeiro no qual foi sequestrada em troca da vacina para as crianças de uma vila japonesa, levanta de seu assento do aeroporto quando sabe que a vacina entregue é algo completamente sem efeito e que a verdadeira vacina está em sua mão. A cena claramente indica que ela vai atrás das pessoas que a sequestraram para levar a cura para aquelas crianças. O indivíduo que age contra as agência e contra o estado burocrático são os verdadeiros heróis deste filme. Principalmente a Dr. Erin Mears (Kate Wislet) que sai dando ordem em todo mundo e no meio do filme morre contaminada pelo vírus, e antes disto toma precauções para que ninguém mais seja contaminada por ela. E que suas notas cheguem ao destino correto.

Apesar de considerar a Igreja Católica um dos maiores males da humanidade, não tem com deixar de notar que pessoas como Madre Tereza de Calcutá e Irmã Dulce da Bahia, foram ótimos exemplos de como o indivíduo é mais poderoso que as corporações em sua busca pela saúde mundial.


4 - E por fim há o indivíduo que considero o personagem principal do filme: Mitch Emhoff (Matt Damon), que após ter suas esposa e filhos mortos pela doença mortal toma todas as precauções para que sua filha não seja contaminada. Ele é imune ao vírus, mas não tem certeza que ela seja. Em todo o filme ele toma medidas paranoicas pra proteger sua filha, como por exemplo impedir qualquer contato dela com o namorado. Ao final do filme, quando a cura é encontrada, Mitch promove uma festinha cujo único convidado é o namorado de sua filha. É uma cena muito bonita mesma.

Enfim é um filme brilhante que mostra que a burocracia não é o caminho e que somente o indivíduo é a fonte de cura, liberdade e justiça.


Comentários

Postagens mais visitadas